Sindicalize-se
e Defenda os seus Direitos!

Quem quer defender direitos trabalhistas, sejam regulados em Brasília ou Paulínia, é no sindicato que deve estar. Venha somar forças pela efetivação dos direitos, por condições de trabalho, valorização salarial, aposentadoria e muito mais. A história mostra que só há resultado com união e mobilização. Todos nós somos responsáveis por um sindicato combativo!

Juntos somos mais fortes!

STSPMP - imagem home B

Últimas notícias

O STSPMP saúda a atividade estadual unificada das monitoras de educação infantil, que estão na luta pelo reconhecimento e enquadramento
Do Metrópoles, leia em: https://www.metropoles.com/brasil/justica/servidor-stf-decide-que-reducao-de-jornada-e-salario-e-inconstitucional
Na última segunda-feira (22/06), o Secretário de Saúde de Paulínia, Fábio Luiz Alves, reconheceu que a flexibilização das medidas de
O governo municipal anunciou ontem que Paulínia vai iniciar a terceira etapa de retomada das atividades no próximo sábado (20).
Enquanto em Valinhos a Câmara se uniu para enfrentar o prefeito e conceder o reajuste aos servidores, aqui em Paulínia
Servidores,   Informamos às professoras de educação infantil/creche que a Prefeitura, por meio de petição firmada por advogado do Prefeito
Mais uma atitude antissindical e de total desrespeito com o Sindicato e com toda a Categoria de Servidores Públicos Municipais
A presidente do sindicato dos servidores municipais de Paulínia, Claudia Pompeu, participou de sessão da Câmara na última terça-feira (02/06)

Linha do tempo STSPMP e Lutas da Categoria

Nossas Principais Conquistas

Fundação do Sindicato – presidente Hilton Pinheiro da Silva

1990

Presidente Iria Onira

2000

Criação do Regime de Previdência Próprio – RPPS (Pauliprev) e alteração de regime jurídico dos servidores para estatutário. Leis Complementares: 17/2001 e 18/2001.

2001

Luta dos professores por reposição das perdas salariais.

2004

Presidente Eudnei Cabral.

2009

Aquisição da área para sede própria

2010

Reconhecimento e adequação através de lei das professoras de creche. LC 3168/2010.

2010

Greve dos Guardas Civil Municipal que garantiu aos GCMs o porte de armas.

2010

Greve histórica de 63 dias, com participação de todos os segmentos dos funcionários públicos municipais, garantindo aos servidores o direito de reajuste anual, já previsto na constituição.

2011

Luta da enfermagem com a conquista da redução da carga horária – 30 horas. LC 3383/2014

2014

Mudança para sede própria, na rua dos Imigrantes, 885 – Parque da Figueira

2014

Junta governativa assume sob a presidência do Professor André Silva

2015

Aprovação do estatuto da Guarda Civil Municipal (PCCV) – LC 59/2016

2016

Eleição da Diretoria que tem como Presidente Claudia Pompeu

2016

Campanha Salarial – O reajuste salarial da data-base 10,35%, acima do percentual do IPCA.

2016

Derrubada na Câmara de Vereadores do Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos do Quadro Geral e Magistério, elaborados sem a participação efetiva do servidor;

2016

Campanha Salarial – Reajuste salarial da data base 4,8%. Benefícios: Alimentação passou de R$ 100 para R$ 300, Saúde de R$ 35 para R$ 100 e Transporte de R$ 28 para R$ 44.

2017

Construção coletiva e aprovação do Plano de Cargos Carreira e Vencimentos (PCCV) com a participação de representantes de todos os segmentos do Quadro Geral e Magistério. Leis Complementares: 65/2017 e 66/2017.

2017

Reajuste salarial da data base 3,8%, índice do IPCA.

2018

Seguimos lutando pela incorporação do abono salarial de R$ 1.000,00, conforme deliberado em Assembleia, que busca resguardar o direito dos servidores ativos, mas principalmente dos inativos. Benefícios: Alimentação passou de R$ 300,00 para R$ 800,00, Saúde R$ 100,00 para R$ 200,00.

2019

Informações Importantes

Assédio Moral

Acesse aqui

Em construção

Convênios STSPMP

Acesse aqui