Paulínia prepara salto no escuro

Em Notas, Notícias by Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de PaulíniaComente esta matéria

O governo municipal anunciou ontem que Paulínia vai iniciar a terceira etapa de retomada das atividades no próximo sábado (20). Além de flexibilizar ainda mais as regras para o comércio, como a reabertura do shopping, a prefeitura vai liberar a retomada de igrejas. O funcionalismo municipal também vai voltar com atendimento em horário normal, sem rodízio.

Na avaliação do sindicato, Du Cazelatto e sua turma preparam um enorme salto no escuro, tanto para servidores quanto população em geral. Hoje, o interior de São Paulo é o epicentro da pandemia de coronavírus no mundo. Os casos e as mortes estão na curva ascendente. Já são seis óbitos e a taxa de internação tem crescido. Dois servidores estão na UTI, inclusive. A flexibilização deveria ocorrer somente quando o contágio fosse freado.

Em alguns setores da prefeitura, como a Promoção Social, metade dos servidores testaram positivo para Covid-19. E mesmo assim o decreto prevê que retorno será imediato como se nada estivesse acontecendo.

A decisão de Du Cazelatto fica ainda mais grave se olharmos para os municípios da região. Depois da reabertura, Valinhos teve que voltar atrás e fechar comércio e atividades não essenciais. Campinas deve ir pelo mesmo caminho. Já em Vinhedo, a Justiça proibiu o retorno dos serviços não essenciais da prefeitura. Na cidade de Louveira, os servidores acima de 60 anos foram afastados, e por aí vai.

PRECISA CAIR A FICHA da prefeitura. Estamos no meio de uma pandemia de alta letalidade. Medidas simples de distanciamento social são as formas mais eficazes de combate ao vírus. É o MÍNIMO que se espera de um governante.

Só exigimos respeito à saúde dos Servidores e da população! A vida em primeiro lugar!

Comente esta matéria